Royalties: aprenda tudo sobre Royalty de uma maneira descomplicada

Criado em: 08/08/2019 - Atualizado em: 07/04/2021 - Tempo estimado de leitura: 20 minutos

Royalty tudo o que você precisa conhecer

Um dos termos que você vai mais escutar no mundo das franquias é “royalties”, “royalty” e até “royaltie”. Independente da escrita ou fonética é importante entender o que são royalties de uma franquia, isso porque eles são o pagamento de royalties aos proprietários para o direito de uso de uma propriedade intelectual, como direitos autorais, patentes e marcas registradas.

Continue a leitura para entender mais sobre royalty, se o certo é perguntar o que é royalty ou o que é royalties, os tipos que existem, como funcionam, qual o seu papel nas franquias tradicionais, franquias home office ou microfranquias, e quais as vantagens em pagar.

O que é Royalties?

O royalty, no singular, é um termo em inglês que, em tradução livre, significa privilégio ou regalia. Apesar de ser uma palavra estrangeira, tornou-se popular no Brasil e permaneceu em inglês em nosso vocabulário, sem a tradução.

Seguindo uma definição mais concreta, o royalty é o valor pago pelo direito da Pessoa A usar algo de propriedade intelectual da Pessoa B. Como já citamos acima, a propriedade intelectual pode ser direitos autorais, patentes, marcas registradas, planos de negócios, tecnologia e muito mais.

As franquias adotaram esse sistema de pagamento para que outros empreendedores tivessem a oportunidade de ter um negócio já consolidado no mercado, sem passar pelas dificuldades iniciais de um negócio do zero.

Essa estratégia não é nova, já existe há muitos anos no mundo.

O radical da palavra royalty é “royal”, que pode ser interpretado como "aquilo que pertence ao rei".

Antigamente, as pessoas pagavam um tributo para os seus soberanos (reis ou feudais) para explorarem os recursos minerais de suas terras. Posteriormente, o termo passou a se referir a uma compensação dada a um proprietário por usarem algo de sua propriedade.

No Brasil, essa definição começou a valer com a lei de direitos autorais, aplicado na Constituição Federal em 1946.

Previsto pela Lei de Franchising (Lei nº 13.966, de 26 de Dezembro de 2019), informações como royalties e fundo de propaganda devem ser descriminados no projeto de franquia e no contrato assinado entre a franqueadora e seu candidato a franqueado.

Essa obrigatoriedade é uma garantia de que todas as partes envolvidas tenham conhecimento dos valores envolvidos, especialmente aqueles que são recorrentes e um dever que deve ser cumprido pelo franqueado.

É certo perguntar o que são royalties?

Como vimos acima royalties significado ou royalty significado são idênticos, com exceção de que o primeiro está no plural e o segundo no singular, então entendido o que significa royalties e royalty, o correto gramaticalmente

seria perguntar o que é royalty, ou o que são royalties, porém muitas pessoas também utilizam o termo o que é royalties.

Na prática tudo leva ao mesmo entendimento, ok?

Antes de prosseguir com o conteúdo, é importante ressaltar que não existe um único tipo de royalty, mas existem dois.

Os dois tipos de royalties que existem são: os pagos para o governo e os que se destinam à iniciativa privada, no nosso caso, pago às franquias.

Esse é o conceito de royalty. Simples não é mesmo?

Quem se beneficia com os royalties

Benefícios do Royalty

Os royalties vão beneficiar a franquia e a todos os franqueadas em paralelo.

As franqueadoras se beneficiam pois é uma fonte de renda dos criadores do negócio com a ideia de negócio que foi criado.

Já os franqueados são beneficiados pois passam a ter acesso a um plano de negócio que mostra detalhadamente como o negócio vai alcançar o sucesso, quais estratégias devem ser aplicadas e a uma série de informações e ferramentas que privilegiam o empresário a crescer, sem precisar passar por todo aquele processo trabalhoso de criar modelos de negócios online ou até mesmo físico do zero.

Isso sem contar que, quanto mais dinheiro a franqueadora conquista, mais investimento tem para melhorar o plano de negócios, ferramentas e o negócio de modo geral. E quanto mais melhorias, melhor o negócio e quanto melhor o negócio, mais os franqueados vendem e lucram junto com a franqueadora. É uma via de mão dupla.

Agora que você sabe o que é royalty, vamos te mostrar como funciona uma franquia. Com essa informação adicional você pode entender o motivo de ser cobrado o royalty com frequência.

Confira esse vídeo prático, explicado pelo diretor de uma franquia de marketing digital que sempre compartilha com a gente conteúdos incríveis:

Curtiu? Caso você tenha interesse em saber mais informações sobre o que é uma franquia de marketing digital e quer fazer parte deste mercado, mande um oi para os especialistas diretamente pelo WhatsApp, eles vão tirar dúvidas te apresentar melhor o mercado de franquias.

Tipos de royalties

Existem três tipos de royalties cobrados no mercado brasileiro. Eles são:

1. Royalties relativos à extração de recursos naturais minerais

Esse royalty está relacionado à extração de recursos naturais minerais. Mas como no Brasil não existem esses recursos, os royalties são cobrados a partir dos fósseis como carvão mineral, petróleo e gás natural.

Um belo exemplo é a Petrobrás, que paga royalty para explorar o petróleo.

2. Royalties relativos à extração de recursos naturais

É o que se paga pelo uso de recursos naturais em terras brasileiras como madeira, água e outros recursos.

Um exemplo são as represas que usam a água para transformar em energia elétrica, isso também precisa ser pago ao governo.

3. Royalties de patentes

Esse é o tipo de royalty que está relacionado à Organização Mundial do Comércio. Onde outros empresários e empresas pagam para fazer uso de algum bem, produto ou marca.

Um exemplo bem fácil de entender do royalty de patente é uma emissora de TV (SBT, Globo, Record) pagar para ter o direito de reproduzir algum filme em sua emissora. Lembra dos filmes da sessão da tarde? A Rede Globo paga para ter o direito de exibir cada um dos filmes que passa no programa.

O que são royalties fixos?

O que é Royalties?

A legislação brasileira não discrimina o que deve ser cobrado no royalty ou qual sua base de cálculos. Na lei, apenas é citada que é obrigação da Franqueadora incluir informações quanto ao royalty na Circular de Oferta de Franquia (COF) que é apresentado a todos os candidatos a franqueados.

Para quem é novo no mundo de franquias, a COF é um documento onde a Franqueadora descrever para o candidato a Franqueado todas as informações sobre a Franquia, além é claro de detalhar todos os valores que somam os royalties, sua periodicidade de pagamento e outras regras sobre o modelo de negócio da franquia.

O valor e o período que o royalty deve ser pago compete a cada franqueadora, por isso o seu valor vai sempre variar de uma franquia para outra, mas em todos os casos, o pagamento de royalties normalmente é feito mensalmente e seu valor é fixo.

O valor do royalty não vai variar de acordo com as vendas da franquia ou de acordo com as compras feitas. Essas informações estarão detalhadas na COF.

Obs.: Caso você receba a circular de oferta da franquia e essas informações não estiverem presentes cobre os responsáveis, pois é obrigação que elas integrem o documento.

O que significa royalties variáveis?

Entenda o que significa royalties

Diferente dos royalties fixos que devem ser pagos mensalmente, ou no período definido pela franquia, os franqueados podem pagar royalties a partir das vendas ou compras feitas pela franquia.

O percentual do royalty variável pode oscilar entre 5% a 30%, mas não existem regras. Mas continue a leitura para entender como cada tipo de royalty variável funciona.

Royalty sobre vendas

Os royalties variáveis sobre vendas são aplicados de duas formas:

Líquido

O valor é definido depois que impostos e outras taxas são devidamente pagas no mês.

Bruto

O valor é definido a partir do valor total vendido pela franquia no mês.

Cada Franquia tem a sua forma de cobrar, não existe um jeito certo, uma vez que cada franquia é diferente da outra.

Royalty sobre compras

O royalty cobrado sobre as compras é um pouco diferente do cobrado sobre as vendas.

Digamos que você, franqueado, comprou uma franquia de Café e todo o café usado pela sua loja vem da Franqueadora. A sua compra de café no mês foi de R$ 50 mil.

O royalty cobrado pela Franqueadora é de 10% (exemplo) sobre o valor da compras feita, ou seja, nesta compra você deve pagar R$ 5 mil de royalties.

Outra forma de pagamento do royalty sobre compra pode ser o mensal.

Digamos que você, franqueado, se comprometeu a comprar um valor fixo de R$ 10 mil reais do café que a franqueadora comercializa. Mesmo que ainda tenha café do mês anterior.

Todos os meses a Franqueadora vai cobrar o mesmo valor de royalty, a não ser que o valor da compra de um mês aumente por causa de uma sazonalidade ou qualquer outra explicação.

Conseguiu entender os tipos de royalties?

Queremos ressaltar que é muito comum surgirem dúvidas na hora de entender como a franquia cobra o royalty, especialmente quando ele é variável. Não comece um negócio indecisões e inseguranças, já que comprar uma franquia é um passo muito importante. Esclareça todas as suas dúvidas com o seu franqueador para que o negócio seja um sucesso.

Como funcionam os royalties de franquias

Agora que entendemos o que são royalties e os seus tipos, chegou o momento de aprofundarmos no assunto como funcionam os royalties de franquias.

Quando falamos no sistema de franchising, sabemos que qualquer negócio pode ser escalável e tem o direito de comercializar seus produtos, serviços, sua marca em forma de franquia. Para aqueles que desejam comprar o direito de uso do plano de negócio dessa marca precisa pagar royalties para o seu criador.

Todos os detalhes da comercialização do plano de negócio estão descritos no contrato da franquia e a principal fonte de remuneração das franqueadoras são justamente o royalty.

Como já vimos acima, o royalty tem diferentes formas de ser cobrado e vai depender exclusivamente da franquia.

Aqui no Brasil, o royalty é variável sob vendas feitas e o valor pode variar entre 5% e 30% sobre o valor bruto vendido no mês pela unidade de franquia. Por causa disso a franquia aplica uma grande fiscalização sobre o faturamento de cada unidade da franquia, para que os dados não sejam manipulados.

Caso a franquia cobre royalty fixos, fica muito mais fácil calcular. Mas é importante que tudo seja feito de forma transparente e dentro da lei.

Existem vantagens em pagar royalties?

A resposta vai soar incomum, mas sim, existem muitas vantagens em pagar royalty para ter o direito de uso de um negócio que já existe, funciona e já está consolidado no mercado.

Quer entender porque é vantajoso pagar royalty? Então confira direto da fonte. Abaixo você pode assistir um vídeo do franqueado de uma franquia de marketing digital. O empresário se mostra muito satisfeito por fazer parte de uma franquia séria e com uma grande história no mercado:

Um franqueado é capaz de faturar até R$ 70 mil em um único mês.

Ao pagar o royalty para uma franquia você passa a ter acesso a uma série de recursos criados pela franqueadora, comercializar os produtos ou serviços de uma marca já consolidada no mercado, experiente e que já conquistou um público ao longo da sua trajetória.

Empreender em algo completamente novo no mercado é difícil e arriscado, porque você precisa passar por todo o caminho que todas as novas empresas precisam percorrer para estruturar a empresa, criar produtos e editá-los até que fiquem na medida certa, além de conquistar um público.

Isso envolve tempo e dinheiro para o negócio ganhar mercado.

Com o sistema de franquia e pagando os royalties, é muito mais difícil de isso acontecer, você até já terá números para avaliar qual é a imagem que o público tem daquela marca para decidir se será um bom investimento.

Quando um negócio envolve tecnologia, por exemplo as empresas de marketing digital precisam investir em softwares, programadores e TI, como é o caso da Franquia de Marketing Digital High Sales.

A High Sales já investiu mais de R$ 5 milhões em uma plataforma all-in-one, ou seja, um sistema onde os empresários usam para criar sites, landig pages, lojas virtuais, blogs, CRM, inbound marketing, e ainda ter um sistema financeiro, projetos, contratos, relacionamento, tudo com bastante tecnologia, bem intuitivo e fácil de usar, ou seja tudo que é necessário para trabalhar com marketing digital em um único lugar.

Outra vantagem é que a franqueadora tem uma equipe de background com especialistas nas áreas:

  • Teleinformática;
  • Mecatrônica;
  • Web designer;
  • Financeira;
  • Comercial;
  • Auditoria;
  • Jurídica;
  • Contábil;
  • Antifraude.

E mais uma vantagem é você entrar em uma rede já consolidada com fornecedores e parceiros já mapeados, testados e homologados.

Isso é ou não uma grande vantagem? Na verdade, é uma vantagem gigantesca para quem quer entrar em um negócio pronto e só quer criar e vender.

Conheça uma listagem sobre franquia digital.

Fundo de Propaganda é o mesmo que Royalty?

Fundo de propaganda é completamente diferente de royalty, nunca esqueça disso.

A taxa de propaganda e promoção corresponde a um valor arrecadado para que a Franquia possa investir em ações de marketing e publicidade para promover a marca, os produtos e conquistar mais clientes e espaço no mercado.

Existem franquias mais maleáveis, que compartilham com seus franqueados a responsabilidade de administrar o Fundo de Propaganda, ou seja, todos possuem a chance de ter voz nas tomadas de decisões, mas isso não é muito comum.

O fundo de propaganda é opcional e nem todas as franquias de sucesso cobram essa taxa.

 

Se você precisar de ajuda para escolher as franquias mais rentaveis, ou simplesmente deseja abrir o seu próprio negócio, para ter mais segurança, liberdade e crescer, fique à vontade de mandar uma mensagem pra gente que vamos indicar.

Gostou deste post sobre royalties? Compartilhe nas suas redes sociais e mostre que você está sempre antenado nas estratégias de marketing digital e franquias.